Search
Close this search box.

Comissão de Infraestrutura se reúne com DER para atualizar situação de obras do Estado aqui na região

Matéria publicada na CBN Londrina

Na pauta da reunião de julho da Comissão de Infraestrutura de Londrina e região, realizada nesta sexta-feira na ACIL, o andamento de diversas obras aqui no norte do estado. Entre elas, os viadutos da Bratislava, em Cambé, e Angelina Vezozzo, em Londrina, e o projeto do viaduto da PUC. Além dos integrantes da Comissão, composta por entidades da sociedade civil e lideranças políticas da região, o diretor-geral do DER, João Alfredo Zampieri, foi convidado, mas informou que não poderia comparecer, e escalou o superintendente regional do Departamento em Londrina, Marco Aurélio Sguario.  Outro assunto tratado na reunião foi o atraso no pagamento da construtora responsável pela duplicação da PR-445.

O presidente da ACIL, Fernando de Moraes, explica que os dois viadutos da BR 369, na Angelina Vezozzo e na Bratislava, apesar de já terem a verba garantida pelo Governo, ainda está na fase dos projetos, executados e doados ao Estado pela Econorte. A má notícia, segundo o presidente da ACIL, é que o material passou por análise do DER, que apontou a necessidade de ajustes no projeto.

Fernando Moraes diz que os integrantes da comissão também ficaram decepcionados com as notícias sobre outra obra importante: o viaduto da PUC, que tinha um projeto feito pela Prefeitura em 2006, e que vai precisar ser completamente refeito.

O deputado estadual Thiago Amaral, um dos membros da comissão, diz que no caso dos viadutos da 369, que tiveram os projetos doados pela Econorte, a questão deve ser encaminhada já na semana que vem. Se a concessionária afirmar que não tem como assumir a demanda, o DER deve ficar responsável pelos ajustes no projeto. Em relação ao viaduto da PUC, o deputado lamentou o fato do projeto ter ficado em uma gaveta por tanto tempo e diz que ele ficou completamente defasado e vai precisar ser adequado à nova realidade da região. A solução, nesse caso, segundo Amaral, pode ser viabilizada pelo banco de projetos do Governo do Estado.

Sobre a interrupção nas obras de duplicação do trecho de 15 quilômetros da 445, por conta de atrasos nos repasses pelo Governo, Amaral diz que foi uma situação pontual e que o cronograma da obra está adiantado e que ele pessoalmente vai acompanhar a questão. A obra tem valor de R$ 93 milhões e prazo de conclusão em julho do ano que vem.

O superintendente regional do DER, Marco Aurélio Sguario, informou à reportagem da CBN Londrina que o departamento está empenhado em solucionar as dificuldades existentes nos três projetos e trabalhar em parceria com a Comissão para iniciar as obras o mais rápido possível.

Por Marcos Garrido

Obrigado por ler nosso artigo

Quando Tiago Amaral dá a sua palavra está garantindo que trabalhará incansavelmente para atender aquela demanda.

Novidades

Vem pro Face do Tiago

Último vídeo

Acompanhe o Tiago no seu E-mail

ocê gostaria de receber dicas, novidades e conteúdos exclusivos do Tiago no seu e-mail? Então, inscreva-se na newsletter dele e não perca nada! É fácil e rápido, basta clicar no botão abaixo e preencher o formulário. Você vai receber um e-mail de confirmação e pronto, você já faz parte da lista de assinantes do Tiago. Aproveite!