Search
Close this search box.

Governo libera R$ 39,5 mi para viadutos na BR-369

Matéria publicada na Folha de Londrina

A governadora Cida Borghetti assinou na sexta-feira (29) a autorização para a licitação de construção de dois viadutos na BR-369, nos trevos com a avenida Angelina Vezozzo, em Londrina, e na entrada da Bratislava, em Cambé. O investimento será de R$ 39,5 milhões, com recursos do governo estadual por meio do DER (Departamento de Estradas de Rodagem) do Paraná, e atendem à demanda da Comissão de Desenvolvimento e Infraestrutura de Londrina e Região, formada por entidades do setor produtivo, entre elas o grupo FOLHA. O evento foi na Acil (Associação Comercial e Industrial de Londrina).

As obras permitirão facilitar o tráfego e reduzir o número de acidentes em um dos principais eixos de veículos e transporte de cargas, como complemento também para o futuro Contorno Norte. Assim, representantes de entidades do setor produtivo e do poder público afirmam que será possível aumentar a atratividade da região para a instalação de empresas, de forma a trazer desenvolvimento ao polo capitaneado por Londrina, no Norte do Estado.

Os projetos foram doados pela concessionária de pedágio Econorte ao DER. O órgão, contudo, identificou a falta de plano de iluminação para ambos os viadutos, que é uma exigência do TCE (Tribunal de Contas do Estado). O próprio DER fará as adaptações, com a estimativa para a compra de postes e de fiação de energia elétrica, antes de liberar o edital.

Conforme o projeto, o trevo da BR-369, na entrada da Bratislava, será em trincheira, com o acesso à cidade em dois viadutos. O custo será de R$ 17,5 milhões. O mesmo tipo de obra está previsto para a intersecção da avenida Angelina Vezozzo com a rodovia, ponto de tráfego intenso por servir de acesso à zona norte de Londrina e às maiores indústrias da cidade. A previsão de valor é de R$ 22 milhões. “Na Angelina Vezozzo, será um viaduto um pouco maior, com mais dois viadutos nas marginais, em cima da linha férrea”, disse o superintendente regional do DER, Sergio Selvatici. Ele estima que, a partir da assinatura da ordem de serviço, cada construção demore pouco mais de um ano.

Ainda, a governadora assinou a liberação para a licitação de pavimentação asfáltica em 1,5 km, no parque industrial de Cambé. Borghetti destacou a importância de ouvir as demandas da sociedade. “Mais do que assinar convênio, queremos garantir que os recursos estão disponíveis para o início das obras.”

O ex-governador e pré-candidato ao Senado Beto Richa elogiou a iniciativa de formar uma comissão para pautar as demandas regionais. “Queria parabenizar pela ideia de constituir essa comissão de infraestrutura, que foi valiosa para sugestões e orientações do nosso governo, que vão ao encontro dos interesses de Londrina e região.”

O prefeito Marcelo Belinati também cobrou um trabalho conjunto entre todos os agentes públicos e privados, do eixo entre Londrina e Maringá, para fortalecer o Norte do Estado. “Só essa união das entidades, do prefeito, dos vereadores, dos deputados, da governadora é que vai fazer a diferença, mudar a nossa cidade e a nossa região.”

O superintendente do Grupo FOLHA, José Nicolás Mejía, afirmou que a obtenção de obras para a região como as dos viadutos na BR-369 é a concretização do sonho de impulsionar o desenvolvimento no Norte do Estado. “Com esse intuito criamos os EncontrosFolha, que foi uma iniciativa para discutir sobre as necessidades principais para o desenvolvimento do Estado. Não à toa um dos primeiros temas discutidos foi infraestrutura e logística, porque realmente demoramos muitos anos sem esse tipo de investimento”, disse. Ele destacou ainda a criação da Comissão de Infraestrutura, para alinhar as prioridades regionais.

Também participaram do evento representantes de várias prefeituras e vereadores da região, além de secretários estaduais e deputados paranaenses.

NOVAS DEMANDAS
Deputado estadual e representante da Assembleia na Comissão de Infraestrutura de Londrina, Tiago Amaral (PSB) afirmou que as obras são fundamentais porque desobstruem o trânsito na principal estrada da região. “É o principal eixo de desenvolvimento, que é a BR-369, e são os dois locais onde foram registrados o maior número de acidentes e de gargalos de veículos.”

O parlamentar disse que, a partir da efetivação dessas obras, o próximo passo será buscar mais recursos para melhorias, como o viaduto da Estrada da Esperança, em Cambé, e o viaduto de acesso à região da PUC, em Londrina. “São obras que já virão para a pauta. o trabalho da comissão é contínuo e vamos executando e cobrando constantemente o desenvolvimento.”

A comissão
A Comissão de Infraestrutura de Londrina é formada por representantes da Assembleia Legislativa, da Acil, da SRP (Sociedade Rural do Paraná), do Ceal (Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina), Sindimetal, Sinduscon Norte, AML (Associação Médica de Londrina) e pelo Grupo FOLHA. O grupo visa articular as demandas da região e já atuou politicamente para a duplicação e restauração da PR-445, para a recuperação de marginais e para construção de passarelas.

Fábio Galiotto
Reportagem Local

Obrigado por ler nosso artigo

Quando Tiago Amaral dá a sua palavra está garantindo que trabalhará incansavelmente para atender aquela demanda.

Novidades

Vem pro Face do Tiago

Último vídeo

Acompanhe o Tiago no seu E-mail

ocê gostaria de receber dicas, novidades e conteúdos exclusivos do Tiago no seu e-mail? Então, inscreva-se na newsletter dele e não perca nada! É fácil e rápido, basta clicar no botão abaixo e preencher o formulário. Você vai receber um e-mail de confirmação e pronto, você já faz parte da lista de assinantes do Tiago. Aproveite!