Search
Close this search box.

Projeto finalizado de um dos trechos do Contorno Norte é apresentado para Comissão de Infraestrutura de Londrina

A Econorte apresentou nesta sexta (29) para a Comissão de Infraestrutura o projeto finalizado de um dos três trechos do Contorno Norte e o cronograma de entrega dos outros dois trechos.

O trecho 3, vai da PR-445 até a entrada da BR-369, em Cambe, está concluído. O trecho tem 13 km, é o maior. O projeto do trecho 1 – que começa na interseção da PR-862 até a entrada da PR-545 – está em fase final e será entregue em 30 de novembro. O trecho  tem 10,7 km. O  projeto do trecho 2 – entre PR-545 até a entrada da PR-445 – será entregue em 29 de dezembro. O trecho tem 8,5 km.

De acordo com o engenheiro Guilherme Mamprim, da Econorte, uma das mudanças ocorridas recentemente foi o deslocamento do traçado do trech 3 acima da Rodovia José Bonifácio devido ao Pátio de Container/Porto Seco. “O traçado original passava sobre este local, dificultando a viabilidade da obra. Foram realizadas alterações do traçado a pedido da Prefeitura de Cambé, deslocando-o de modo a não prejudicar os loteamentos pré-aprovados junto a Prefeitura, uma vez que o traçado original passava sobre este local”, explicou.

A vice-presidente da Associação das Empresas do Parque Industrial de Cambé (AEPIC), Cassilany de Fátima da Silva Antunes, disse que “Tem alguns ajustes que podem ser feitos, mas o traçado vai agradar a todos os municípios envolvidos. O importante é que a obra inicie para que as empresas e cidades possam ser beneficiadas”, comentou Cassilany.

Alexandre Maciel acompanhou a reunião representando o Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas do Paraná (Setcepar), esteve presente para acompanhar o andamento das obras. “Essa comissão está conseguindo muito mais avanços do que nós tivemos nos últimos anos. O avanço que ocorreu no Contorno Norte pra gente é fundamental. O ideal seria se tivesse verba para os três trechos e não somente para um; tanto que vai ser difícil escolher qual o ponto mais viável para começar a execução”, explicou Alexandre Maciel. Segundo ele, pelo Setcepar , há o interesse em acompanhar todas as obras, como o Contorno Norte e a duplicação da PR-445, para o desenvolvimento do setor de cargas.

A comissão de infraestrutura vai sugerir por qual trecho deve iniciar a obra. “A sociedade civil organizada, por meio da comissão, pode orientar o governo sobre qual trecho deve iniciar a obra. Desde que estou na diretoria de operações, há três anos, está é a primeira vez que eu vejo os esforços de Londrina e região caminhando no mesmo sentido para a solução dos problemas, o que dá muito mais força ao processo”, explica Paulo Montes Luz, diretor de operações do DER.

O diretor de operações do DER, que veio especialmente de Curitiba para a reunião da comissão, disse que o próximo passo é a avaliação do projeto pelo DER e preparação da licitação.

A comissão, criada acompanhar e avaliar as obras prioritárias para a região norte, também debateu a ampliação e modernização do aeroporto e duplicação da PR-445, junto com  DER e Ippul.

Aeroporto

Dos 54 lotes, 26 estão em nome da prefeitura de Londrina. Dois estão em fase de registro, um em fase de pagamento, com a diligência de registro para resolver são seis, outros treze ações judiciais aguardando sentença e seis no cartório para análise. O economista da Codel Rubens Bento apresentou os números. Como o registro em cartório desses terrenos é a parte mais demorada, a  comissão vai propor, junto com a prefeitura de Londrina, costurar uma agenda de prioridades para agilizar o processo de registro.

clique aqui para acessar o documento

Duplicação da PR-445 até Irere

O projeto de duplicação deste trecho está pronto. “Em nome da comissão, vamos verificar junto ao IAP a expectativa de prazo para a licença ambiental e cobrar agilidade nesta análise para preparar a licitação”, explica o deputado Tiago Amaral (PSB). Pontos mais críticos, com alto número de acidentes, também devem sofrer intervenção para maior segurança dos motoristas.

Além do licenciamento ambiental, faltam ainda o orçamento que está sendo preparado pelo DER, em Curitiba, e o parecer dos engenheiros do conselho regional do DER, em Londrina, sobre o projeto.

“Os projetos só avançam se estivermos bem organizados e tivermos todos remando na mesma direção, e depois cobrar de governo, mas primeiro precisamos fazer a nossa parte”, disse o presidente da ACIL, Claudio Tedeschi.

“Estamos cobrando prazos e acompanhando se os projetos estão sendo feitos da maneira que devem ser executados”, explica o deputado Tiago Amaral (PSB).

Formada por representantes da sociedade civil organizada de Londrina, a comissão foi criada para acompanhar os projetos e as obras de infraestrutura da região de Londrina. A comissão é formada pelo deputado Tiago Amaral e representantes da ACIL, Sociedade Rural do Paraná, Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina, Sinduscon e Sindimetal.

 

Crédito Lucio Moura/ACIL

Obrigado por ler nosso artigo

Quando Tiago Amaral dá a sua palavra está garantindo que trabalhará incansavelmente para atender aquela demanda.

Novidades

Vem pro Face do Tiago

Último vídeo

Acompanhe o Tiago no seu E-mail

ocê gostaria de receber dicas, novidades e conteúdos exclusivos do Tiago no seu e-mail? Então, inscreva-se na newsletter dele e não perca nada! É fácil e rápido, basta clicar no botão abaixo e preencher o formulário. Você vai receber um e-mail de confirmação e pronto, você já faz parte da lista de assinantes do Tiago. Aproveite!